Conferencistas convidados avaliam positivamente Encontro de Educação – FUNIBER Brasil 2016

O Encontro de Educação FUNIBER – Brasil 2016, realizado em Florianópolis, no Castelmar Hotel, entre os dias 20 e 22 de janeiro, tem avaliação positiva para conferencistas e organizadores do evento. A interação virtual e presencial reuniu mais de 240 participantes entre alunos, professores e pesquisadores.

A organizadora do evento e Coordenadora do Mestrado em Educação da FUNIBER, Andresa Sartor, avaliou positivamente os resultados do encontro, destacando a troca de experiência entre os colegas de profissão como um dos pontos altos. “Esta foi melhor oportunidade de fortalecer presencialmente os vínculos construídos e estabelecidos no mundo virtual”, aponta Andresa. A coordenadora também disse que “foi muito positivo este contato com os alunos, podendo esclarecer as dúvidas deles, trazido pelo contato humano”. De acordo com a avaliação da comissão organizadora, os alunos sentiram-se tão bem que gostariam de mais encontros deste porte anualmente.

A primeira conferência do encontro foi realizada pela doutora em Psicologia da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e pró-reitora de Pós-graduação do Centro Universitário Barriga Verde (UNIBAVE), Marlene Zwierewicz, que falou sobre o distanciamento entre a educação e a vida. Para a doutora, o encontro foi positivo porque “permitiu discutir uma questão atual, que é esta educação transformadora e, considerando as demandas atuais, foi pensada uma educação que seja atenta e vinculada à realidade”.

Para o Mestre em Educação pela Universidade do Sul de Santa Catarina (Unisul), Nacim Miguel Francisco, destacou que o “evento promovido pela FUNIBER foi muito importante, porque o que mais vale é a troca de experiência. Tivemos diretores de escolas públicas, privadas, graduandos entre outros profissionais”. O professor Nacim Miguel também destacou a importância do Ensino a Distância por ser uma modalidade de ensino que “permite as pessoas fazerem seus cursos em lugares onde não teriam condições de estudar, regiões onde não se tem estruturas físicas para isto”.

O encontro permitiu aos tutores conhecerem os alunos para além da tela dos computadores. Ana Maria Anastacio, tutora do Mestrado em Educação e que ministrou algumas oficinas, disse que “este contato foi positivo pela interação entre os próprios alunos, dando a eles a oportunidade de se conhecerem pessoalmente”. O trabalho nas oficinas também foi um dos destaques, “trabalhamos diretamente com os alunos, eliminando dúvidas sobre temas transversais e sobre os projetos finais, mostrando que o EAD é um caminho participativo”, disse a tutora.

A profundidade dos temas chamou a atenção do professor e Diretor da FUNIBER Argentina, Roberto Alvarez, um dos conferencistas. “O evento trouxe muita seriedade ao tema e mostrou que a comunidade da FUNIBER é grande, alcançando todos os cantos do Brasil, permitindo a interação desta sociedade do conhecimento”, destacou o professor Roberto.

O balanço positivo do Encontro reforçou o desejo dos alunos para mais eventos deste porte. A equipe organizadora do evento, a tutoria em educação, avaliou positivamente e espera o quanto antes realizar mais uma jornada de debates entre alunos, pesquisadores da área e convidados.